Eu te amo!

Tudo começa com uma flechada do cupido...
Que acerta em cheio o nosso coração!
Todos os dias novos amores surgem pelo mundo e aos poucos os casais vão se formando.
Já nascemos cheios de amor, viemos aqui para amar e ser amado. O amor é infinito!
Tem muitos tipos de amor: o amor de mãe,
De pai, de avós, de amigos. Tem amor selvagem!
Mas, sem dúvida, o mais difícil, inesquecível e esperado é o amor-companheiro.
Aquele cujos nomes são muitos: alma-gêmea, tampa da panela, metade da laranja...
Cara-metade.
Não importa... Bom mesmo é ter alguém do nosso lado.
Para trocar experiências, carinhos, encher de abraços!
Trocar beijos estalados, beijocas, beijos ardentes, todo tipo de beijo, até mesmo aquele que nunca imaginamos dar.
O amor pira, enlouquece, desvaira qualquer um!
Mas também dá energia, disposição, deixa a gente com vontade de gritar para o mundo inteiro saber...
Amar é não ter vergonha do ridículo, é fazer caras e bocas, voltar a brincar como criança, permanecer sempre jovens... Rir de tudo, de qualquer coisa.
O amor não escolhe hora para chegar, ele simplesmente brota para te fazer feliz!
E o amor pode estar em qualquer lugar, no trabalho, na escola, ao seu lado, ou até mesmo na palma da sua mão.
Encontrar um amor é melhor que ganhar na loteria$, pois não há dinheiro no mundo que consiga comprar um sincero Eu te amo!
Mas o amor também tem lá seus desafios...
É preciso esforçar-se, persistir, dedicar-se, é preciso lutar e ajustar-se às novas situações...
Juntos, sempre juntos!
Amar, às vezes, dá dor de cabeça. Mas só às vezes...
Porque no resto do tempo nem vemos a hora passar.
Quando amamos, encontramos tempo para tudo.
Para admirar um singelo pôr-do-sol, para escrever bilhetes de amor e ficar horas e horas ao telefone...
para olhar o céu e lembrar-se do sorriso do ser amado.
Para cuidarmos de nós mesmos...
Amar é bom em qualquer época – no inverno, para aquecermos um ao outro. Na primavera, para ganharmos lindos buquês de presente e caminharmos de mãos dadas pelos campos floridos.
No verão, para irmos à praia, para jogarmos água e refrescarmos nosso amor tão ardente!
E o outono... Ah, para catarmos as folhas que caem e guardá-las como recordação daquele dia inesquecível...
Enquanto amarmos, sempre haverá céu estrelado.
Haverá futuro...
Haverá vida, pois o amor dá frutos...
E haverá recomeço, pois o amor duradouro requer apaixonar-se muitas vezes pela mesma pessoa...
Pode passar o tempo que for... O amor supera todas as diferenças.
Pois quando dois corações se encontram e transformam-se em um só, não há o que os separe.
O amor verdadeiro caminha lado a lado, olhando para a mesma direção... No rumo certo da felicidade.
Afinal, o amor é lindo!

*Gabriela Nascimento Spada e Souza

Nenhum comentário:

Postar um comentário